Filhos do Arquiteto ✡



Annuit cœptis, (no Anglo Latim é pronunciado / ˈænjuːɪt ˈsɛptɨs /), é um dos dois lemas, (sendo o outro Novus ordo seclorum), no verso do Grande Selo dos Estados Unidos. Tomadas a partir da expressão latina annuo (aprovar) e cœpta (começar, empreender), sugerindo a tradução "Ele aprova (ou tem aprovado) o [nosso] empreendimento", embora não seja a tradução oficial.

Em 1789, o Congresso nomeou um artista em desenho, Willian Barton, de Filadélfia, para trazer uma proposta para o selo nacional.[1] Para o reverso, Barton sugeriu uma pirâmide de treze camadas abaixo do Olho da Providência. O lema que Barton escolheu para acompanhar o desenho era Deo Favente Perennis, "Perenne (eterno) pela graça de Deus".

Desenho de Willian Barton, com o título "Deo Favente Perennis".
Barton explicou o lema referente ao Olho da Providência: "Deo favente que alude o Olho nos braços (ao redor), voltados para o Olho da Providência."[2] Para Barton, God (Deus) e o Olho da Providência são a mesma entidade.

À luz de fato, de que o tema "13" foi incluído em ambos os lados do selo[carece de fontes], um mês mais tarde, Charles Thomson corrigiu o lema de Barton com uma frase de 13 letras. O lema da parte da frente do selo (E pluribus unum) já tinha 13 letras. Thomson sugeriu uma frase que era sinônimo de Deo favente mas com treze letras: Annuit Coeptis.[carece de fontes]

Quando Charles Thomson tornou como oficial a sua explicação sobre o significado do lema, ele escreveu: "O Olho sobre ela [a pirâmide], e o lema Annuit Cœptis alude as muitas interposições e sinais da providência em favor da causa americana."[3]

Assim, tanto o lema e o Olho da Providência, faz alusão à mesma realidade. O Olho da Providência, era comumente entendido como um símbolo de Deus e o destino.

Assim, Annuit Cœptis é traduzido pelo Departamento de Estado dos Estados Unidos, pelo United States Mint[4] e pelo Departamento do Tesouro dos Estados Unidos.[5] como "Ele (Deus) tem favorecido nossos compromissos" (entre parênteses no original).[6]

Annuit cœptis e os outros lemas no verso do Grande Selo, Novus ordo seclorum, ambos tem sua origem nas linhas pelo poeta romano Virgílio. Annuit cœptis, provém do Eneida, do livro IX, linha 869, que se lê, Iuppiter omnipotens, audacibus adnue cœptis. É uma oração por ascanius, filho do herói da história, Eneias, que se traduz como "Poderoso Júpiter, favorecem [meu] ousados empreedimentos." De acordo com a antiga religião estatal de Roma, apropriadamente chamada de deorum cultus romanum, Júpiter foi chefe do panteão de deuses.

TFA
Ir Daniel Martina CIM 285520
Fundador da Filhos do Arquiteto Brasil 




Leia Mais





O TRABALHO DO APRENDIZ

O Aprendiz, após a sua Iniciação, não tem apenas de se integrar na Loja. Essa integração, se bem que necessária, é apenas instrumental da sua actividade maçónica.

O Aprendiz, logo na sua Iniciação e imediatamente após a mesma, é confrontado com uma panóplia de símbolos variada, complexa e de grande quantidade. Uma das vertentes importantes do método maçónico é o estudo e conhecimento dos símbolos, o esforço da compreensão e apreensão do seu significado.

Aprender a lidar com a linguagem simbólica, a determinar os significados representados pelos inúmeros símbolos com que a Maçonaria trabalha é, sem dúvida, uma vertente importante dos esforços que são pedidos ao Aprendiz. 

É uma vertente tão mais importante quanto ninguém deve "ensinar" o significado de qualquer símbolo ao Aprendiz. Quando muito, cada um pode informá-lo do significado que ele dá a um determinado símbolo. Mas nunca poderá legitimamente dizer ao Aprendiz que esse é o significado correcto, que esse é o significado que o Aprendiz deve adoptar. 

O Aprendiz pode adoptar o significado que o seu interlocutor lhe transmitiu ser a sua interpretação, mas apenas se concordar com ele. Se atribuir acriticamente a um símbolo um significado apenas porque alguém lhe disse entendê-lo assim, está a agir preguiçosamente, não está a trilhar bem o seu caminho.

Não quer isto dizer que o Aprendiz não deva, não possa, atribuir a determinado símbolo o mesmo específico significado que outro ou outros lhe atribuem. Aliás, diversos símbolos são generalizadamente vistos da mesma maneira pela generalidade dos maçons. Mas cada um deve meditar sobre o símbolo, procurar entender o que significa, por ele próprio. 

Pode - não há mal nenhum nisso! - ouvir a opinião de outros, aperceber-se que significado ou significados outros lhe dão. Ao fazê-lo, está a beneficiar do trabalho anteriormente realizado por seus Irmãos e é também para isso que serve a Maçonaria, é também essa a riqueza do método maçónico. 

Mas deve, é imperioso que o faça, analisar, reflectir sobre o que lhe é dito, verificar se concorda ou discorda, em quê, em que medida e porquê. e então extrair ele próprio a sua conclusão e adoptá-la como a que entende correcta. 

Pode ser igual à dos seus Irmãos; pode ser semelhante, mas levemente diferente; ou pode ser muito ou completamente diferente. Não importa! Ninguém lhe dirá, ninguém lhe pode legitimamente dizer, que está errado. É a sua interpretação, a que resultou do seu trabalho, da sua análise, é a interpretação correcta para ele. E tanto basta! E se porventura mais tarde, com nova análise, com os mesmos ou outros ou mais elementos, vier a modificar a sua interpretação, tudo bem também! Isso corresponde a evolução do seu pensamento, que ninguém tem o direito ou legitimidade para contestar!

Ainda que beneficiando da sinergia do grupo, da ajuda do grupo, das contribuições do grupo, o trabalho do maçon é sempre individual e solitário! E também, inegavelmente, difícil. É todo um novo alfabeto que, mais do que aprender, o Aprendiz maçon está a criar e a aprender a criar!

TFA
Ir Daniel Martina CIM 285520 GOSP/GOB
Fundador da Filhos do Arquiteto Brasil





Leia Mais




Adaga Maçom Cruz de Malta - KM1560

Adaga/Espadim Tamanho aproximado: 55cm, Lâmina Aço inox,  Bainha: 40cm.  Excelente para cerimoniais,  eventos Ritualísticos e Decoração de Ambientes.  

Adquira sua Adaga em nosso portal:

Conheça nossos Anéis Medievais:

Pulseira Maçônica Bioenergia:

Divulguem nosso portal a todos Irmãos de nosso Universo Maçônico e  Medieval.  

TFA /SFU
Leia Mais




O Universo é Dimensional,  assim sendo temos nossa evolução,  sempre respeitando os sinais e conhecimentos de nosso Universo.  

Estaremos apresentando as Onze Dimensões de nosso Universo e sua criação de forma simples e direta,  para que desta forma você entenda,  nosso grau de evolução.  

Siga nosso canal,  Compartilhe este conhecimento a todos.  


TFA 
Equipe Filhos do Arquiteto. '.
Leia Mais





Anel Maçom Livres e Iniciados FAAC378

Bela joia maçônica confeccionada em Aço Inoxidável, Pintura em Resina duravel e artesanal. Disponivel em varias numerações e Pronta Entrega a Todos Irmãos do Brasil. 


Reserve este Lindo Anel em Aço em Nosso Portal: 


Reserve esta Joia em Prata 950 em nosso Portal: 


Compartilhe nossos Vídeos, Sigam nosso Canal no Youtube e Ativem as Notificações para receber nossos Lançamentos. 

Filhos do Arquiteto Brasil, uma empresa de Irmão a todos Irmãos do Brasil, Unidos somos mais Fortes.. 

TFA/PP
Leia Mais

Facebook
Google Plus
Twitter
This message was sent from atendimento@filhosdoarquiteto.com to atendimento@filhosdoarquiteto.com
Rua Carlos Escobar, 207 - Santana, São Paulo, São Paulo 02013-050, Brazil


Update Profile/Email Address | Forward Email | Report Abuse